Loading...

Morro de São Paulo

Morro de São Paulo pelo roteiro alternativo.

Alternativo? Sim, eu vou explicar. Existem algumas formas de chegar em Morro de São Paulo partindo de Salvador, entre elas: por via marítima (via catamarã ou lancha rápida); por percurso misto (pegar um ônibus até Valença e de lá um catamarã ou lancha até Morro de São Paulo) ou pela via aérea. Eu acabei indo com a família, de lancha particular.

Morro é dividia pela Primeira Praia (onde ficam os hotéis e restaurantes mais badalados), Segunda Praia (onde ficam localizados os hotéis, alguns mais em conta, e mais opções de restaurantes e baladas), Terceira Praia (onde há opções de esporte e passeios turísticos), Quarta Praia (onde ficam as piscinas naturais) e por fim, a Quinta Praia (também conhecida como Praia do Encanto). Eu fiquei hospedada em uma casa alugada na quinta praia e acabei fugindo um pouco do agito.

Como fiquei distante, ao acordar, me deparava com uma areia branca e as marcas dos arrecifes na beira do mar. Além disso, tinha a praia quase toda só para mim.

Não tinha muito tempo por lá, então tirei uma manhã e tarde para andar pelo vilarejo, explorar suas vielas e conhecer seus marcos históricos, dentre eles a Fonte Grande, construída em 1746. Passei pelas 05 praias e atravessei a pé até a Praia de Gamboa (é necessário verificar a maré para saber se está baixa o suficiente para que você possa ir caminhando). Na Gamboa é onde se localiza o paredão de argila medicinal que você pode espalhar por todo o corpo. O resultado é válido e a pele fica uma pluma.

Esse é o espírito da coisa!

Em relação a lugares para comer e beber em Morro de São Paulo, sugiro, ao chegar lá, olhar as avaliações dos locais pelo aplicativo Foursquare (disponível para android e iphone). Tenho apenas uma dica imperdível: provar uma das “caipifrutas” que são feitas com diversas frutas tropicais pelas barraquinhas que ficam espalhadas pela segunda praia.

Axé!

Talvez você goste

Sem Comentários

Deixe sua mensagem