Loading...

Pelas ruas de Granada

Cidade que ficou mais tempo sob domínio muçulmano na Espanha.

Eu e a família pegamos a estrada saindo de Córdoba à Granada e chegamos na cidade a noite. No dia seguinte fomos direto para Albaicín, o bairro mais charmoso de Granada. Ele fica localizado na parte montanhosa da cidade, prepare-se para subir e descer muitas vielas lindas.

Erro gravíssimo: tentar entrar no bairro de carro. As ruas são muito estreitas e a maioria dos locais é de acesso exclusivo aos moradores. Tivemos que deixar o carro no hotel e voltar de taxi (como a cidade é pequena, o valor compensa).

Todas as casinhas de Albaicín são pintadas de branco e o chão de pedra. O bairro é patrimônio histórico da Unesco e ver a mistura da cultura árabe com a católica através das construções é muito interessante.

Tentamos comprar o ingresso para a Alhambra com um mês de antecedência e não tinha disponibilidade. As duas alternativas eram: pagar caríssimo para entrar com um guia ou esperar na porta para ver se sobraria ingressos no dia. Infelizmente ambas opções não eram viáveis e eu não conheci de perto esse local maravilhoso. O ideal é comprar o ingresso com três meses de antecedência.

Alhambra deriva da palavra árabe “al-qala’at al-hambra”, que significa castelo vermelho.

Sem ingressos, fomos direto para o Mirador de San Nicolás apreciar a beleza dessa construção e o contraste do céu azul, os 27 graus e a neve no topo da montanha. O lugar fica muito cheio no verão, mas sobra um espaço para você sentar e apreciar a vista.

Essas casinhas que ficam bem de frente para a Alhambra são restaurantes.

Saindo do mirador, passamos pela Mezquita Mayor de Granada – onde se tem uma vista linda da Alhambra e é bem mais vazio, visitamos o pátio externo do Monasteiro Santa Isabel La Real e seguimos em direção ao centro histórico.

Descendo as escadarias você passa pela Granada Islâmica, repleto de lojas no estilo souk e restaurantes mulçumanos. Cerâmica, lâmpadas de vidro coloridas, ímãs, cartões postais etc – eu queria levar tudo para casa!

O destino mais aguardado foi a Catedral de Granada, onde existia anteriormente a Mesquita Mayor. O local é rodeado por casas de comércio e é necessário dar uma volta 360º graus para ver a imensidão dessa construção.

Ao lado da catedral está a Alcaiceria, uma ruela estreita repleta de artefatos do mundo árabe. Sim, por qualquer rua ou lado que olhar, a referência árabe estará por lá.

A última parada foi na Plaza Nueva, que como o próprio nome indica, é relativamente moderna quando comparada com as outras principais plazas de Granada.

Foi ali que eu encontrei o Patio de los perfumes e seus incensos altamente cheirosos. Recomendo a visita!

Como o hotel que ficamos hospedados tinha uma piscina com vista para as montanhas, aproveitei para ver o pôr do sol.

Hotel Corona de Granada

Axé!

Talvez você goste

Sem Comentários

Deixe sua mensagem