Loading...

Pequena Luxemburgo

Charmosa que só!

Comecei o meu roteiro no Vallée de la Pétrusse, o local que divide a cidade de Luxemburgo em Cidade Alta e Plateau Bourbon. A sensação de andar pelo vale é indescritível e foi bem especial começar a viagem assim.

Chegando perto da Place de la Constituition, você encontra uma escada que te leva até a praça. Alí se tem uma boa visão da Ponte Adolphe.

A Ponte tem uma linda arquitetura, construída entre 1900 e 1903 em formato de um arco, e é um símbolo nacional da independência de Luxemburgo.

É nessa praça que se encontra o monumento Gëlle Fra ou Mulher de Ouro, dedicado aos voluntários luxemburgueses que lutaram com o exército francês na Primeira Guerra Mundial.

Como o dia estava bem bonito (e quente), decidi ir para Corniche, onde fica a varanda mais bonita do mundo. Eu aproveitei para me perder pelas diversas ruelas com construções antigas e tirar diversas fotos. Passei pela abadia de Niëmenster, que já foi destruída por um incêndio e utilizada como prisão, hoje é um local de encontro e um centro cultural, que exibe concertos, exposições artísticas, etc.

No final dessa rua, estão as Casamatas Bock mas não entrei por conta do pouco tempo que tinha na cidade.

Durante as duas guerras mundiais, as Casamatas chegaram a abrigar 35,000 pessoas em tempos alerta de bombardeiros. Os acidentes geográficos da cidade dificultavam invasões, fazendo com que Luxemburgo ficasse conhecida como “Gibraltar do Norte”.

Segui até o Centro Histórico de Luxemburgo – muito pequeno e fácil de ser percorrido a pé! Passei pela Place du Théâtre, onde tem um conjunto de estátuas que representa artistas teatrais. Cheguei na Place Guillaume II e como estava em obra, segui para a Place D’Armes, rodeada de restaurantes com mesas na calçada e parei no Grand Ducal Palace, onde é possível ver uma pequena troca de guarda, que acontece de hora em hora. Ao lado desse palácio está a Câmara dos Deputados, outra interessante edificação do centro histórico.

A arquitetura desses dois prédios é incrível e vale a pena admirar sentada na Chocolate House, tomando o famoso chocolate quente. Pedi um chocolate quente e veio uma barra de chocolate com leite quente, para que você o coloque dentro do leite. Um sonho!

Fui a Place Clairefontaine onde fica o prédio que abriga a sede do governo e a estátua da Grã Duquesa Charlotte

Em frente a Catedral fica a Galerie Clairefontaine e uma escultura moderna que eu achei linda (não encontrei referências ou informações sobre a mesma).

A última parada foi na Catedral de Notre Dame de Luxemburgo e sua construção gótica. Nela está a milagrosa imagem de Maria Consolatrix Afflictorum e a entrada é gratuita

Depois de um dia lindo de sol, descobri um restaurante – à 190 metros da catedral – chamado Batucada, que serve comida portuguesa e brasileira. A caipirinha custou 10 euros, mas valeu a pena! Comida e bebida aprovados.

Axé!

Talvez você goste

Sem Comentários

Deixe sua mensagem