Loading...

Siena medieval

Mais um patrimônio protegido pela UNESCO.

Siena mantém até hoje o traçado estreito e sinuoso típico das cidades medievais e por este motivo é considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Como o centro histórico de Siena é bem pequeno, é possível conhecer as principais atrações a pé.

O tráfego de veículos é limitado. Apenas moradores podem circular com seus carros pelas ruelas estreitas. A sugestão é estacionar ao lado de fora da Fortezza ou no Il Campo, estacionamento pago próximo à famosa Piazza del Campo.

Siena foi fundada por Aschio e Senio, filhos de Remo, por conta disso o emblema da cidade é a loba que amamenta Rómulo e Remo.

Saindo do estacionamento, caminhei pela Via S. Pietro, onde ficam as lojas de cerâmicas típicas de Siena. Eu pude encontrar desde a linha mais clássica com paisagens da Toscana até as mais modernas mandalas coloridas! Além disso, conheci algumas galerias de artistas que pintam lindos cartões postais. Todo esse contraste de cores deixou a cidade ainda mais bonita.

Cheguei até a Via del Capitano e me deparei com a Catedral de Siena ou Duomo, um dos melhores exemplos da arquitetura gótica italiana, com a fachada desenvolvida e executada por Giovanni Pisano. Bem em frente à escadaria do Duomo, foi construído o primeiro hospital de Siena, o Santa Maria della Scala. Hoje o hostpital deu lugar a museus e áreas monumentais que estão espalhadas por quatro pisos.

Desci a Via dei Pellegrini, até a famosa Piazza del Campo, a praça com seu célebre formato de leque, onde se localiza a Torre del Mangia (102 metros) e a Fontana Gaia, que recebe água vinda de um aqueduto. É nesta praça que acontece a famosa corrida de cavalos que movimenta toda a cidade: o Palio di Siena.

É possível subir os seus quase 400 degraus estreitos e ter uma vista 360 graus da cidade!

Amei poder viver em quatro horas um pouco desse passado sublime ao explorar as ruelas de Siena.

Axé!

Talvez você goste

Sem Comentários

Deixe sua mensagem