Loading...

Vale (mágico) do Capão

Um dos melhores lugares do mundo!

Para a minha alegria, os rios estavam cheios de água e as plantas bem verdinhas, o que deixou a viagem ainda mais maravilhosa. Optei por alugar uma casa bem localizada, no coração da cidade.

A primeira parada foi na Cachoeira Rodas, uma trilha leve, que dura em torno de 01 hora de caminhada, sem muito esforço. Como tem chovido bastante na região, a cachoeira estava bem cheia e com queda d’água forte, o que deixou o banho um pouco perigoso e mais restrito em apenas um ponto de acesso. O visual é de tirar o fôlego!

À noite, a pedida é apenas uma: a famosa pizza na pedra. Mais especificamente, a pizza salgada da Pizzaria Capão Grande, com cenoura, molho pesto, tomate, queijo e azeitona. Para acompanhar, pedi um vinho seco da região chamado Rio Sol. Como o clima já estava bem friozinho, a dupla pizza e vinho caíram super bem.

Em épocas de feriado, sempre rola música ao vivo na praça principal da cidade.

No dia seguinte parti para a trilha que leva até a Cachoeira da Fumaça. Abaixo, uma fotografia da placa que mostra a distância que deve ser percorrida.

Recomendo o uso de um tênis confortável, roupa apropriada e protetor solar. Como diz a placa, o nível de dificuldade da trilha é moderado e caso você não conheça o caminho, o ideal é escolher um dos guias que fazem parte da associação local.

O passeio dura uma média de 05 horas, já que você passa um bom tempo contemplando a vista. A Fumaça é um daqueles lugares inesquecíveis, que renovam a sua energia em todos os sentidos. Como o tempo estava frio e o volume de água muito alto, optei por não tomar banho na cachoeira que fica no topo da Fumaça.

Dica: Ao chegar no topo da Fumaça, não deixe de provar o Pastel de Palmito de Jaca com suco de frutas.

Satisfação é ver as cachoeiras cheias de água e do jeitinho que a Chapada é, poderosa!  

Axé!

Talvez você goste

Sem Comentários

Deixe sua mensagem